Sociedade

Suspeito de atropelar agente da PSP em Rio de Mouro fica em prisão preventiva

Tribunal decidiu que Rodrigo Correia fica em prisão preventiva

DR  

O homem, que esta segunda-feira, atropelou um agente da PSP, em Rio de Mouro, Sintra, e posteriormente se barricou em casa, vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

Segundo o Correio da Manhã, o suspeito, que foi esta terça-feira presente a primeiro interrogatório no tribunal de Sintra, está indiciado por desobediência, resistência e coação sobre agente da autoridade e ofensa à integridade física qualificada.

O juiz de instrução criminal sustentou a decisão com o perigo de fuga, alarme social e continuação da atividade criminosa, escreve o mesmo jornal, que adianta ainda que o advogado do suspeito afirmou que vai recorrer da decisão.

Recorde-se que o incidente ocorreu quando o polícia estava a efetuar uma regulação de trânsito e se apercebeu de uma discussão entre dois condutores. Aquando da intervenção, Rodrigo Correia, de 20 anos, arrancou com o carro e atropelou o agente. Apesar de outro condutor ter tentado impedir a fuga, este acabou por conseguir escapar. 

Mais tarde, acabou por se entregar às autoridades.

O agente necessitou de receber assistência hospitalar, devido a ferimentos no pé e no braço.