Politica

“Eu gostaria muito de ter debatido com qualquer um deles, mas mais com António Costa"

O líder da Aliança, Pedro Santana Lopes, disse, ontem, que o partido tem como meta “a plantação de 25 milhões de árvores em todo o país durante a próxima legislatura.

Numa cerimónia de plantação de duas árvores no jardim Moinhos de Santana, o líder da Aliança recordou que “a floresta”, “o mar e a ferrovia” são três causas nacionais para o Aliança.

Santana Lopes lamentou que, no debate televisivo entre Costa e Rio, a floresta não tenha sido um dos temas discutidos. O líder da Aliança lamentou ter ficado de fora dos debates e garantiu que não seria brando para o primeiro-ministro.

“Eu gostaria muito de ter debatido com qualquer um deles, mas mais com António Costa sobre temas como o Serviço Nacional de Saúde.

Quando António Costa diz que [o SNS] está melhor que há quatro anos, eu ia perguntar se ele sabe quanto tempo demora uma consulta de urologia em Vila Real ou uma consulta de oftalmologia no centro de Trás-os-Montes e Alto Douro”.

Santana Lopes disse que “o Serviço Nacional de Saúde é uma coisa boa como foi concebido, mas deram cabo dele e quem o degradou muito foi esta maioria, com as cativações que fez”.