Vida

Um das mulheres que Ronaldo convidou para jantar já apareceu

Chama-se Paula Leça e era uma das mulheres que dava comida a Ronaldo quando este tinha fome e não tinha dinheiro.

Cristiano Ronaldo recordou alguns momentos da sua infância, durante uma entrevista ao jornalista britânico Piers Morgan e aproveitou a altura para convidar três ex-funcionárias de uma cadeia de fast food, que lhe ofereciam comida quando este não tinha dinheiro, para jantar.

O craque português disse ter pena de nunca mais ter reencontrado as mulheres e disse que adorava reunir-se novamente com as três para agradecer pelo gesto das mulheres no passado.

E passado dias, uma das mulheres chegou-se à frente. Chama-se Paula Leça e era uma das mulheres que dava a Ronaldo, então com 12 anos, e aos colegas, comida quando tinham fome. 

"Apareciam à frente do quiosque, como quem não quer a coisa, e, quando havia hambúrgueres a mais, a nossa gerente dava autorização para os ceder. Um deles era o Cristiano Ronaldo, que por acaso era o mais tímido. Era assim que acontecia quase todas as noites da semana", disse, em entrevista à Bola Branca, um programa da Rádio Renascença. 

No que toca a ir jantar com o jogador, a ex-funcionária da cadeia de fast food diz que irá aceitar certamente o convite. "Se vier o convite, lá estarei com certeza. A primeira coisa será agradecer e, no jantar, teremos tempo para recordar esse tempo" disse. A mulher confessou durante a entrevista já ter confessado ao filho que no passado tinha dado comida gratuita a Ronaldo, mas este nunca acreditou na sua palavra. 

O jogador falou de três funcionários durante a conversa e mencionou apenas o nome de uma: Edna. Com Paula a chegar-se à frente, agora já só falta duas para o jantar com o craque acontecer, em Turim ou em Lisboa.