Sociedade

Morte de recém-nascido no hospital de Vila Nova de Gaia leva a abertura de inquérito

Bebé morreu cinco horas após o parto.

A morte de um recém-nascido no Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho está a ser alvo de investigação, adiantou esta terça-feira a Procuradoria-Geral da República que instaurou um inquérito ao caso, que ocorreu a 12 de setembro.

"Confirma-se a instauração de inquérito", referiu a Procuradoria-Geral da República (PGR) à agência Lusa.

Também a unidade hospitalar confirmou a abertura de um processo interno para apurar os acontecimentos. Além de manifestar pesar pelo sucedido, o hospital, que se localiza em Gaia, garantiu ainda que a família está a ser acompanhada por profissionais de saúde.

Em causa está a morte de um recém-nascido, a 12 de setembro, cinco horas após o parto na Unidade de Cuidados Maternoinfantis daquele hospital.