Internacional

Casal que partilhou fotografia do corpo de Emilano Sala condenado a pena de prisão

A mulher era diretora da empresa de videovigilânica que foi contratada para filmar a autópsia. 

Um casal que foi acusado de ter divulgado uma fotografia do corpo de Emilano Sala na morgue foi condenado a cumprir uma pena de prisão.

Sherry Bray, de 49 anos, e Christopher Ashford, 62, serão detidos por 14 e cinco meses, respetivamente, por terem acedido de forma ilegal a imagens que mostravam a autópsia ao corpo do futebolista que perdeu a vida enquanto viajava para o Reino Unido, para se juntar ao Cardiff, equipa pela qual tinha assinado contrato, no dia 21 de janeiro. 

A fotografia circulou nas redes sociais e mostra o corpo do jogador na morgue de Holly Tree Lodge, em Bournemouth. Sherry Bray era a diretora da empresa de videovigilância que foi contratada para filmar a autópsia de Emiliano Sala e Christopher é um funcionário da mesma.