Vida

Fátima Lopes revolta-se em direto com agressor. "Fica o convite para ver se tem tomates para se sentar aqui"

Vítima é perseguida pelo agressor há cerca de 50 anos.

Depois de receber, esta quarta-feira, no seu programa, uma vítima de violência domestica, A apresentadora Fátima Lopes acabou por se mostrar “profundamente indignada” com toda a história e deixou um desafio ao agressor.

Aos 76 anos, Guilhermina, a convidada, continua a ser perseguida pelo ex-marido, de quem está divorciada há dois anos. Ainda com marcas de violência no rosto, a mulher revelou que foi alvo de agressão, conjuntamente com o neto, na última semana. Ambos tiveram de receber cuidados médicos.

A apresentadora da TVI acabou por fazer uma reflexão sobre o assunto e questionou a falta de intervenção das autoridades neste caso.

" A Guilhermina divorciou-se há dois anos e há dois anos que a vida dela continua a ser um inferno, porque há alguém que continua a achar que ela é uma propriedade sua. Onde é que estão as autoridades para porem esta pessoa onde ela merece estar? Vamos parar o quê, quando tivermos uma notícia de que ela faz parte da estatística?", questionou em direto, fazendo alusão ao número de vítimas mortais de violência doméstica.

"Esta história de ser machista é uma coisa que não é classificável. A Guilhermina tem coragem para estar aqui sentada a dar a cara e dizer tudo o que viveu. Eu gostava que o agressor tivesse a mesma capacidade de se sentar aqui e de me dizer porque é que o fez durante 50 anos e porque é o continua a fazer", desafiou.

 "Fica o convite para ver se tem tomates para se sentar aqui", rematou, visivelmente revolta.

Veja aqui o momento.