Economia

Novo Banco perdoa dívida de 25 milhões à Malo Clinic

O Novo Banco é o maior credor

O Novo Banco aceitou perdoar cerca de €25 milhões de euros à Malo Clinic. Este valor corresponde a cerca de metade de uma dívida de mais de 51 milhões de euros.

Segundo o Jornal de Negócios, a Malo Clinic tem uma dívida total de 67,5 milhões de euros, mas conseguiu obter um perdão superior a 40 milhões de euros. Com este perdão, a clínica dentária fica com um passivo de 27 milhões.

O Novo Banco é o maior credor, detendo quase 80% do total de créditos sobre a empresa.

Contactado pelo mesmo jornal, fonte do banco não quis comentar “casos concretos”, dizendo apenas que "o Novo Banco tenta com o seu voto apoiar, quando possível, soluções que preservem os postos de trabalho e a atividade de empresas em processo de recuperação".

Na lista de 90 credores consta também Banco Nacional Ultramarino, detido pela Caixa Geral de Depósitos (CGD). Este banco só deverá recuperar 10% dos 6,9 milhões de euros que lhe são devidos.

Apesar de ter sido comprada por uma entidade especializada em recuperações de empresas, a Atena Equity Partners, a Malo está neste momento sob administração judicial, por forma a levar a cabo um processo especial de revitalização (PER) e assim conseguir negociar com os credores a sua recuperação.

Este programa prevê também o fecho de algumas clínicas: Sintra, Guimarães e Loulé passam a ser servidas por Lisboa, Porto e Faro ou Portimão, respetivamente, revela o Expresso.