Sociedade

Coberturas de amianto retiradas do Hospital de Aveiro

Empreitada começou em maio e custou mais de 392 mil euros.

O Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV) deu ontem por concluídas as obras de retirada das coberturas com amianto do Hospital Infante D. Pedro, em Aveiro.

Segundo a administração do hospital de Aveiro, a empreitada foi financiada pelo Programa Operacional de Segurança e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR). Teve um custo que ultrapassou os 392 mil euros (sem IVA) e iniciou-se no passado mês de maio. “Durante este período, o Hospital não fechou nenhum serviço, para o que se teve de proceder a uma programação cuidadosa dos trabalhos que teve em conta a previsão meteorológica, os dias de menor atividade assistencial, a reorganização de recursos técnicos e humanos e a construção de zonas de passagem alternativas e seguras para profissionais e utentes”, explica a unidade hospitalar.

“Cada intervenção foi devidamente comunicada a todo o universo hospitalar, os procedimentos e os cuidados específicos, sempre em articulação com as diretrizes emanadas pela Autoridade para as Condições do Trabalho e pelo Gabinete de Ambiente e Segurança do Centro Hospitalar do Baixo Vouga”, salienta a administração hospitalar.

A substituição do fibrocimento, vulgarmente conhecido como amianto, nas instalações do hospital abrangeram os blocos 6, 7 e 8, o corredor de ligação dos edifícios e ainda a casa mortuária. A empreitada fez parte do projeto de eficiência energética do centro hospitalar.