Sociedade

Costa afasta ida aos Açores. “Felizmente tudo indica que as coisas correram melhor do que se chegou a temer”

Primeiro ministro fez esta manhã ponto de situação sobre a passagem do furacão Lorenzo nos Açores 

É tempo de avaliação de danos mas está afastada para já a deslocação de António Costa aos Açores. O primeiro ministro fez esta manhã um ponto de situação sobre a passagem do furacão Lorenzo pelo arquipélago. “Segundo as previsões do IPMA, o maior risco está ultrapassado”, disse António Costa.

Pelas 9h havia registo de 82 ocorrências. António Costa salientou os danos verificados em três habitações e no porto das Lages. A ilha das Flores foi atingida com maior intensidade e o Faial registou o maior número de ocorrências.

“Do ponto de vista meteorológico, pela hora de almoço a situação estará normalizada”, disse António Costa, após uma reunião no comando nacional da Autoridade Nacional da Proteção Civil em Carnaxide.

Sobre eventuais apoios, Costa indicou que caberá ao Governo regional ativar esses mecanismos em caso de necessidade.

Quebras de comunicação e estradas interrompidas são algumas das consequências do Lorenzo que serão avaliadas ao longo do dia, não havendo até ao momento danos pessoais a registar.

“Felizmente tudo indica que as coisas correram melhor do que se chegou a temer”, disse António Costa, afastando então a hipótese de se deslocar ainda esta quarta feira aos Açores, cenário que tinha levado o PS a alterar a agenda da campanha.