Sociedade

Empresário matou homem à facada e tentou incendiar cadáver por ciúmes

Suspeito tem 54 anos.

Um homem, de 54 anos, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por ser suspeito de esfaquear outro até à morte e de atear fogo ao cadáver, em Gaia.

Segundo um comunicado daquela força de segurança, o crime remonta a agosto deste ano. Depois de atrair a vítima até uma área isolada da Zona Industrial de Serzedo, o homem agrediu-a brutalmente na zona da cabeça e pescoço.

"De seguida, com o objetivo de destruir qualquer vestígio que o ligasse ao crime cometido, o arguido ateou fogo no cadáver. Não obstante a tentativa de destruição realizada, as diligências efetuadas por esta Polícia permitiram reunir os elementos de prova necessários e proceder à sua detenção", informa a mesma nota da PJ.

O suspeito, que já tinha antecedentes criminais por homicídio qualificado, ofensa à integridade física qualificada, dano e furto, terá agido “motivado por ciúmes”.

O detido, empresário, deve ser ouvido esta quarta-feira em primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.