Sociedade

Manifestante baleado em Hong Kong vai ser acusado esta quinta-feira

As forças policiais informaram que o jovem de 18 anos, ainda internado, vai ser acusado de agressão.

DR  

O jovem de 18 anos que foi internado na sequência dos últimos protestos, em Hong Kong, vai ser acusado, esta quinta-feira, de duas agressões a agentes da autoridade. A informação foi comunicada pelas próprias forças de segurança.

O 70.º aniversário da fundação da República Popular da China, a 1 de outubro, ficou marcado pelos conflitos mais violentos nas manifestações pró-democracia, que começaram à cerca de quatro meses.

Um polícia disparou contra Tsang Chi-kin, depois de o jovem o ter atingindo com um objeto de metal. O manifestante acabou por ser internando no hospital, onde ainda se encontra a recuperar, apesar de o estado em que se encontra ser “considerável”.

Desde junho que mais de 1800 pessoas foram detidas, das quais cerca de 500 são estudantes. Durante a tarde desta quinta-feira, um grupo de cidadãos pró democracia vai entregar uma carta, com 4500 assinaturas, na qual é exigido ao Governo de Hong Kong que se faça uma investigação “ao abuso de direitos humanos básicos das crianças”. Os autores da carta ameaçam recorrer ao Comité dos Direitos das Crianças da Organização das Nações Unidas (ONU), caso não obtenham uma resposta por parte de Carrie Lam, chefe de governo.