Internacional

Reclusa deu à luz sozinha na cela e bebé acabou por morrer

Investigação está a colocar questões sobre a falta de supervisionamento neste tipo de situções.

A morte de um bebé na HMP Bronzefield, a maior prisão feminina da Europa, que se localiza em Inglaterra, está a ser investigada, depois de uma reclusa ter dado à luz sozinha na sua cela, na madruga da passada sexta-feira.

De acordo com The Guardian, quando na manhã desse dia os funcionários visitaram a cela, o bebé não apresentava sinais de vida. Vicky Robinson, diretora daquele estabelecimento prisional, confirmou a morte do recém-nascido.

"Estamos a apoiar a mãe durante este período angustiante e os nossos pensamentos estão com ela, a sua família e a equipa envolvida. Estamos a realizar uma análise completa e a trabalhar com todas as autoridades relevantes durante as investigações. Não seria apropriado comentar mais", disse.

Segundo o mesmo jornal britânico, os serviços de emergência confirmaram que receberam uma chamada da prisão pelas 08h30 de sexta-feira, dirigindo-se uma ambulância até ao local.

A polícia viria a ser chamada pouco tempo depois.

Estão agora a ser questionadas as condições naquela prisão, mas também o facto de a reclusa não ser supervisionada e não ter apoio médico.

"A morte está a ser descrita como inexplicável e a investigação continua a analisar todas as circunstâncias do que aconteceu”, informou a Polícia de Surrey.