Politica

O último adeus a Freitas do Amaral

O funeral do antigo ministro dos Negócios Estrangeiros teve lugar no cemitério da Guia, em Cascais.

Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes
Mafalda Gomes

O funeral do fundador do CDS, Diogo Freitas do Amaral, realizou-se este sábado no cemitério da Guia, em Cascais, numa cerimónia com honras militares.

Depois de uma missa de Corpo Presente, realizada no Mosteiro dos Jerónimos, o cortejo funébre saiu em direção ao cemitério da Guia. Ao chegar ao cemitério em Cascais, uma guarda de honra recebeu o féretro, acompanhada por salvas de artilharia. Uma marca fúnebre e honras militares foram realizadas durante a despedida a Freitas do Amaral.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve presente na cerimónia e no final, entregou a Bandeira Nacional à víuva, Maria José Salgado Sarmento de Matos, e família de Freitas do Amaral. 

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros morreu esta quinta-feira aos 78 anos. Recorde-se que Freitas do Amaral estava internado no Hospital da CUF em Cascais, desde meados de setembro, por causa de um cancro nos ossos.