Sociedade

Médica é agredida no serviço de urgência de Faro

O agressor ter-se-á dirigido ao serviço de urgência devido a um traumatismo craniano

DR  

Uma médica do Serviço de Urgência do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) foi agredida por um doente, na tarde de sábado. Segundo o jornal Correio da manhã apurou, a profissional terá sido agredida na cabeça por um homem de 41 anos. Em causa terá estado o tempo de espera no atendimento deste serviço.

O doente, que, segundo a mesma publicação, sofre de uma doença psiquiátrica, ter-se-á dirigido a este serviço devido a um traumatismo craniano. As autoridades estão a tomar conta do caso e o agressor vai, esta segunda-feira, ser presente ao tribunal Judicial de Faro, onde será sujeito ao primeiro interrogatório para aplicação das medidas de coação – que, devido à condição do agressor, poderão passar pelo internamento psiquiátrico compulsivo.

A vítima foi de “imediato assistida e encontra-se bem”, segundo uma fonte hospitalar revelou ao jornal Correio da Manhã.