Internacional

Nobel da Medicina é atribuído a William Kaelin, Peter Ratcliffe e Gregg Semenza

Prémio pretende distinguir trabalho sobre resposta das células à disponibilidade de oxigénio.

O Prémio Nobel da Medicina ou Fisiologia de 2019, anunciado esta segunda-feira em Estocolmo, na Suécia, foi atribuído aos investigadores William G. Kaelin Jr, Sir Peter J. Ratcliffe e Gregg L. Semenza, no âmbito da sua investigação e descobertas de como as células reagem e se adaptam à disponibilidade de oxigénio.

Sublinhe-se que o prémio tem um valor de nove milhões de coroas suecas (cerca de 871 mil euros).