Internacional

Mulher apanha noivo a abusar sexualmente de madrinha e casa na mesma

Homem confessou crime às autoridades.

Um homem está a ser acusado de abusar sexualmente de uma madrinha da sua noiva, dois dias antes do casamento, no estado norte-americano da Pensilvânia.

De acordo com o Pittsburgh Post Gazette, o caso remonta ao passado dia 30 de agosto, quando a vítima e o agressor, Daniel Carney, de 28 anos, se encontravam num grupo de amigos num resort para festejar o casamento que se estava a aproximar.

Segundo a mesma publicação, que revela documentos do tribunal, as câmaras de videovigilância filmaram o agressor a puxar a vítima, que parecia extremamente embriagada, para um balneário masculino daquele resort. A vítima relatou que desmaiou e, quando acordou, o suspeito havia-lhe tirado o biquíni e estava a acariciá-la.

Os documentos revelam ainda que a agressão parou quando a noiva entrou naquela divisão e confrontou o suspeito, dando início a uma discussão física.

A vítima terá apresentado queixa no dia seguinte.

Em declarações à ABC16, um amigo do casal revelou que, apesar do ataque, o casamento acabou por se realizar e que o casal continua junto.

O suspeito começou por dizer às autoridades que a vítima se havia aproveitado dele e que o havia seguido até ao balneário. No entanto, a polícia acabou por ouvir uma chamada onde o homem admitia à vítima a sua culpa e lhe pedia desculpa várias vezes. Mais tarde, reveladas as imagens de videovigilância, Daniel Carney acabou por admitir que tinha puxado a vítima para aquele espaço.

A vítima, que não compareceu na cerimónia, admitiu à polícia que tinha ingerido várias bebidas alcoólicas e que estava extremamente embriagada.

Na manhã do casamento, o noivo terá enviado uma mensagem à jovem a pedir que esta tomasse contraceção de emergência “por precaução”.