Sociedade

Homicídio de mulher em Arruda dos Vinhos terá sido devido a problemas financeiros

O namorado, que também era primo da vítima em primeiro grau, foi detido no dia seguinte ao crime.

A família de Camila Mendes, a mulher encontrada morta dentro de uma mala de viagem no passado dia 2, acredita que foi a falta de dinheiro que levou o namorado, que também era primeiro em primeiro grau, a matar a vítima.

Numa entrevista, o irmão da vítima, Werleis Marques terá contado, segundo o jornal Correio da Manhã, que Robson Mandela “consumia álcool e drogas”, acrescentado que a irmã era também vítima de violência doméstica, tendo mesmo chegado a “preencher um formulário de queixa contra ele na polícia, mas não avançou”. A mulher estava, segundo o irmão, a juntar dinheiro para trazer a filha de dez anos para Portugal.

Camila foi encontrada em Arruda dos Vinhos depois de uma mala com fita adesiva ter chamado a atenção dos moradores. A mulher vivia num quarto alugado com Robson Mandela, de 38 anos, há dois meses.

O consulado do Brasil em Lisboa já entrou em contacto com os familiares mas o corpo da mulher ainda não foi transladado para Ipatanga, no estado de Minas Gerais.