Internacional

Adolescentes esfaqueiam até à morte colega de 14 anos à frente da mãe

Agressão ocorreu à porta de escola.

Dois adolescentes estão a ser acusados de homicídio qualificado depois de terem esfaqueado até à morte, na segunda-feira, um colega, de 14 anos, à frente da mãe dele, em Ontário, no Canadá.

Segundo a CBS, que cita a polícia, a agressão, que ficou gravada em vídeo, ocorreu à porta da Escola Secundária Sir Winston Churchill. A mãe do jovem testemunhou o crime, bem como vários estudantes daquela escola.

Devan Selvey, a vítima, ainda foi levado para o hospital, mas acabou por não resistir aos ferimentos.

Os suspeitos, de 18 e 14 anos, foram detidos no próprio dia do crime, sendo que na terça-feira outros dois jovens, um rapaz e uma rapariga, ambos com 16 anos, também ficaram sob custódia policial, mas ainda não foi revelado o motivo desta segunda detenção.

Em declarações à mesma estação televisiva, uma vizinha de Devan contou que este estava a passar por um momento difícil na escola, uma vez que tinha sido intimidado e provocado.

A polícia recusou falar sobre as motivações do crime.

"Nesse momento, posso dizer que estamos satisfeitos com base em provas de que há algum elemento de planeamento e premeditação neste homicídio", disse Steve Bereziuk, da polícia de Hamilton.

“Eu não vou comentar a relação entre a vítima e os acusados. É algo que continuamos a investigar”, acrescentou.

As autoridades dizem ainda que a mãe da vítima, que em vão tentou salvar o filho, está “devastada”.

“A mãe testemunhou algo horrível. Está arrasada”, revelou Bereziuk.