Internacional

Pai de Boris Johnson junta-se a protesto pelo clima

 Boris Johnson disse que os protestantes eram "sem-abrigo não cooperativos" e que deveriam abandonar as suas "tendas com cheiro a canábis".

"É absolutamente claro para mim que estamos a avançar muito devagar na questão da mudança climática".

Depois de Boris Johnson ter criticado os manifestantes que se encontram em Trafalgar Square, em Londres, a protestar pelo clima, o pai do primeiro-ministro britânico decidiu juntar-se a eles. 

Na opinião de Stanley Johnson, os manifestantes do movimento Extinction Rebellion têm "exatamente as coisas certas em mente" e sublinha que o movimento ecológico é algo "tremendamente importante". Afirmando que usa o símbolo ecologista "com orgulho", o pai de Boris diz ser "absolutamente claro para mim que estamos a avançar muito devagar na questão da mudança climática". 

Pelo menos 500 pessoas já foram detidas no protesto ambiental, desde segunda-feira. Boris Johnson disse que os protestantes eram "sem-abrigo não cooperativos" e que deveriam abandonar as suas "tendas com cheiro a canábis".