Politica

Livre lança comunicado em defesa de Joacine

O partido condena os ataques de "racismo, xenofobia, misoginia, intolerância e desinformação ('fake news') de que a então candidata, e agora deputada eleita, tem sido alvo".

O partido Livre publicou esta sexta-feira um comunicado no seu site, onde abordou "os ataques públicos e privados" feitos contra a deputada eleita, Joacine Katar Moreira.

Com o título 'Sobre os ataques de ódio a Joacine Katar Moreira', o partido condena os ataques de "racismo, xenofobia, misoginia, intolerância e desinformação ('fake news') de que a então candidata, e agora deputada eleita, tem sido alvo".

Na nota, o partido afirma que sempre teve noção que Joacine  "seria uma candidatura disruptiva e essencial para a mudança" que pretendem no país. "Lamentamos e repudiamos os ataques de ódio a que Joacine Katar Moreira tem estado sujeita", sublinham, garantindo, por outro lado, que estão "convictos" de que a "determinação, inteligência e força" da deputada "são fundamentais na luta por um país e um mundo melhor".

Recorde-se que esta semana foi publicada uma petição online a pedir que Joacine não tome posse. A deputada já reagiu, afirmando: “Gente que de repente sonha com a minha desistência do cargo de deputada a quatro dias depois das eleições, acreditando que infernizando a minha vida, não contribuindo em nada e minando tudo, ou então assinando petições, escutem: isto sempre foi uma guerra para pessoas como eu”.