Internacional

Ator norte-americano Robert Forster morre aos 78 anos

Estrela de "Jackie Brown" não resistiu a um cancro cerebral

Robert Forster, ator norte-americano nomeado para os Oscares em 1997 pelo seu papel no filme "Jackie Brown", de Quentin Tarantino, faleceu esta sexta-feira, aos 78 anos, em Los Angeles, vítima de cancro cerebral. A morte do ator nascido em 1941 em Rochester, Nova Iorque, aconteceu precisamente no dia em que estreou na Netflix o filme "El Camino: A Breaking Bad Movie", um spinoff da aclamada série "Breaking Bad", onde Forster teve um dos seus últimos papéis como ator.

A carreira de Forster em Hollywood teve início em 1967, mas seria apenas a partir dos anos 80 que se tornaria um nome obrigatório - especialmente depois do papel de Abdul Rafai, terrorista libanês, no filme de ação "Força Delta", protagonizado por Chuck Norris. Com a personagem Max Cherry, criada por Tarantino, atingiria finalmente o estrelato, junto de um elenco liderado por Pam Grier e onde figuravam, entre outros, Samuel L. Jackson e Robert de Niro. A partir daí, viria a trabalhar com outros prestigiados realizadores, como Gus Van Sant, em "Psycho" (1998), ou David Lynch, em "Mulholland Drive" (2001) e na segunda etapa da série "Twin Peaks".

Mais recentemente, Forster voltou à ribalta através da participação na série "Breaking Bad", dirigida por Vince Gilligan, que lhe valeu um prémio Saturn para Melhor Ator Convidado em Televisão. Viria a repetir esse papel no recém-lançado "El Camino", também criado e realizado por Vince Gilligan, no que acabou por ser o seu último desempenho.