Internacional

Pais passam cinco dias com corpo da filha morta para criar memórias

"Passamos algum tempo com ela. Tiramos fotografias"

Darcy nasceu com uma doença rara que lhe afetava vários órgãos. Depois de 25 operações, a menina havia sido submetida a uma nova intervenção cirúrgica e preparava-se para conhecer a irmã mais nova.

No entanto, pouco depois de a bebé nascer, no Reino Unido, Darcy acabou por morrer na sequência de uma infeção grave.

A família quis criar memórias com ambas as filhas e que a recém-nascida, Beatrice, tivesse oportunidade de conhecer a irmã. Assim, passaram cinco dias com o corpo da criança, num “quarto frio” de um hospital, para se despedirem da menina.

“Ela era uma pessoa fantástica. Passamos algum tempo com ela. Tiramos fotografias, incluindo com a Beatrice, para ela se lembrar quando for maior", disse a mãe, Emily Nixon, citada pelo Daily Mail, explicado que o objetivo foi "ciar memórias".