Economia

Start-ups criadas por mulheres atraem mais capital de risco

O estudo revela ainda que apenas 22% das start-ups são fundadas por equipas que tenham pelo menos uma mulher

Um estudo realizado pelo centro de investigação Kauffman Fellows, nos EUA, mostra que as start-ups que têm pelo menos uma fundadora mulher atraíram mais 21% de financiamento de capital de risco do que as empresas criadas apenas por homens.

Segundo o estudo, citado pela agência Bloomberg, revela que as empresas com pelo menos uma fundadora recebem, em média, 23 milhões de dólares (cerca de 20 milhões de euros) em investimentos de capital de risco. As equipas geridas só por homens atraíam 18 milhões para equipas apenas de homens (cerca de 16 milhões de euros).

O estudo revela ainda que apenas 22% das start-ups são fundadas por equipas que tenham pelo menos uma mulher.

"Poucas mulheres tiveram no passado a oportunidade de mostrar o seu sucesso. Assim, essas mulheres continuam a ser colocadas de lado. Estamos neste ciclo vicioso", explicou Collin West, cofundador do Kauffman Fellows Fund, à Bloomberg.