Sociedade

Português em coma após ataque em Inglaterra foi agredido por grupo de 15 pessoas

Quatro portugueses já foram identificados e polícia continua à procura de mais suspeitos tendo apelado à ajuda da população.

A polícia de Sussex lançou um apelo público esta terça-feira à população de Eastbourne, no sul de Inglaterra, para encontrar mais um suspeito da agressão a um português, que ocorreu no passado dia oito de outubro. As autoridades lançaram uma fotografia de um homem com uma camisola de capuz verde e calças de ganga, pedindo ajuda à população. 

Quatro portugueses já foram acusados do ataque ao homem madeirense. Rui Pereira, de 28 anos, Max Pereira, de 23 anos, Bruno Tavares, de 22 anos, e Carlos Semedo, de 24 anos, foram presentes na quarta-feira ao Tribunal de Magistrados de Hastings. Dia 11 de novembro, os suspeitos irão ter de se declarar inocentes ou culpados, segundo declarações de uma fonte policial à agência Lusa. 

Apesar de quatro agressores já serem conhecidos, a verdade é que, segundo o Diário de Notícias da Madeira, o número de atacantes era bastante superior. Segundo a mesma fonte, o jovem estava a ir às compras com a namorada, em plena luz do dia, quando foi atacado por um grupo com cerca de 15 membros. 

 A vítima, cuja identidade não foi divulgada publicamente, está internada no hospital, em coma, depois de ter sido atingido várias vezes na cabeça e corre risco de vida.