Sociedade

ASAE suspendeu 13 restaurantes por falta de higiene

Operação focou-se nas zonas turísticas mais procuradas por cidadãos nacionais e estrangeiros.

Treze operadores económicos foram suspensos pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), por falta de cumprimento dos requisitos de higiene.

A suspensão dos restaurantes foi feita no âmbito de uma operação de fiscalização em zonas turísticas, reforçada durante a época de verão. Ao todo foram instaurados 94 processos de contraordenação e oito processos-crime, segundo um comunicado daquela autoridade.

Os processos-crime tiveram na base fraude sobre mercadorias, usurpação de denominação de origem ou de indicação geográfica, mas também devido a exploração de jogos de fortuna ou azar fora dos locais legalmente autorizados, géneros alimentícios estragados, reprodução ou imitação de denominação de origem ou de indicação geográfica.

A ASAE apreendeu também, no decorrer da operação que se estendeu a várias zonas do país, cerca de 130 quilos de géneros alimentícios, cinco litros de azeite, três instrumentos de pesagem, 11 unidades de máquinas de jogo, um contador de bilhar e numerário, num valor total aproximado de seis mil euros.

Por outro lado, o comunicado da ASAE refere que a maioria dos 13 operadores económicos que foram suspensos após a operação já deu "início à sua atividade após correção das inconformidades".

A operação de fiscalização visou os estabelecimentos comerciais localizados em zonas turísticas com elevada procura, informou ainda aquela autoridade.