Internacional

Monarca perdoa jornalista por ter abortado

O caso ocorreu em Marrocos. 

Monarca perdoa jornalista por ter abortado

O Rei Mohammed VI perdoou, esta quarta-feira, Hajar Raissouni, jornalista condenada o mês passado por ter tido relações sexuais e realizado um aborto.

O caso de Raissouni, que nega as acusações, enfureceu ativistas pelos direitos humanos, que dizem que a jornalista foi alvo de perseguição política pelo seu trabalho num jornal crítico do regime. 

Os comentários estão desactivados.