Economia

Depósitos bancários atingem valor recorde

Dados da Associação Portuguesa de Bancos

Os depósitos bancários atingiram em junho o valor mais elevado de sempre (268 mil milhões de euros), valor que representa um aumento de 2,8% em relação ao primeiro trimestre do ano.

Estes dados constam Síntese de Indicadores do Setor Bancário Português, disponibilizada pela Associação Portuguesa de Bancos (APB).

A associação dá destaque também à “melhoria do ativo com os empréstimos a clientes a crescerem 2,5% em relação ao trimestre anterior”.

“Importa ainda salientar que neste período o Rácio de NPL diminuiu para os 8,3%. Significa que os bancos já reduziram em mais de metade (27 mil milhões de euros) o valor bruto destes ativos face ao máximo atingido em junho de 2016. Este esforço é ainda mais significativo se considerarmos o valor de NPL liquido de imparidades. Face ao máximo histórico de dezembro de 2015, o valor de NPL liquido de imparidades registou uma descida de 62%, situando-se agora nos 11,2 mil milhões de euros”, frisa a APB.

O documento mostra também que os resultados líquidos dos bancos caíram no primeiro semestre 3,2% face ao período homólogo de 2018, para os 970 milhões de euros.