Sociedade

Suspensas consultas em clínica de médico que não detetou malformações graves de bebé

Hospital de Setúbal, onde nasceu o bebé sem grande parte do rosto, anunciou a abertura de um inquérito ao parto de Rodrigo.

O serviço de ginecologia na clínica setubalense Eco Sado, na qual trabalha o médico Artur Carvalho, não está esta sexta-feira a receber grávidas para consultas, nem há previsão de que o faça durante a próxima semana, avançou o Jornal de Notícias.

O médico em causa, Artur Carvalho, não apareceu esta manhã na clínica, junto ao Hospital São Bernardo, que vai manter as restantes valências em funcionamento, à exceção da ginecologia.

Entretanto, também esta sexta-feira, o Centro Hospitalar de Setúbal anunciou a abertura de um inquérito ao parto de Rodrigo.

"Atendendo à reclamação apresentada por parte da família, o Centro Hospitalar de Setúbal deliberou proceder à abertura de um processo de inquérito, para apurar se tudo foi feito de acordo com a leges artis desde que a parturiente deu entrada no bloco de partos", lê-se num comunicado.

O hospital fez ainda questão de reiterar que nas tarefas que Artur Carvalho desempenha naquela unidade pública "não estão incluídas a realização de ecografias obstétricas, nem desempenha qualquer cargo ou função de chefia no Hospital de São Bernardo".