Sociedade

Raptor de peregrina alemã em prisão domiciliária

Homem de 78 anos tentou violar peregrina, de 35 anos, depois de lhe oferecer boleia até à farmácia.

O raptor da peregrina alemã que tentou violar, em Viana do Castelo, ficou está sexta-feira em prisão domiciliária, a aguardar julgamento.

Depois de detido pela Polícia Judiciária de Braga e de ter sido reconhecido pela vítima, o arguido, de 78 anos, foi presente ao juiz de instrução criminal, que determinou a sua obrigação de permanência na habitação (vulgo prisão domiciliária), com controlo à distância, através de pulseira electrónica.

Em 12 de julho deste ano, o septuagenário, ao ver a peregrina alemã, com cerca de 35 anos, combalida, ofereceu-se para a levar no seu automóvel até uma farmácia, acabando por levar a mulher durante cerca de dez quilómetros por caminhos secundários e apalpado a peregrina, até que parou o carro para a violar, ocasião em que a vítima fugiu por um carreiro pedonal onde o agressor não podia chegar com o carro, nem a apanhar a pé, já que o septuagenário manca ligeiramente.

A vítima seguia a pé para Santiago de Compostela, na capital da Galiza, em Espanha.