Internacional

Mulher de 76 anos detida em Málaga. Idosa conta com 40 detenções e oito nomes falsos

Na esquadra, a mulher parecia perdida e desorientada. "Onde estou? O que faço na esquadra?" perguntava aos agentes, que, por alguns momentos, pensaram que a mulher tinha Alzheimer. 

Uma idosa de 76 anos foi detida em Málaga, acusada de assaltar apartamentos turísticos.A 'avó ladra', como foi apelidada pelo jornal espanhol El País, foi detida após um grupo de turistas a ter acusado de tentar roubar o seu apartamento de luxo que tinha alugado para férias. A mulher foi apanhada em flagrante por um dos membros do gupo, que começou a gritar e a correr atrás dela quando se apercebeu da sua presença. 

Ao inicío, a polícia ficou reticente em acreditar no homem devido ao aspeto da 'avó ladra', cuja identidade não é de conhecimento público. Na esquadra, a mulher parecia perdida e desorientada. "Onde estou? O que faço na esquadra?" perguntava aos agentes, que, por alguns momentos, pensaram que a mulher tinha Alzheimer. 

Apesar das dúvidas, a polícia decidiu seguir o protocolo e pedir as impressões digitais à mulher, o que acabou por confirmar tudo: A 'avó ladra' já contava com mais de 40 detenções desde os anos 70. A mulher já tinha realizado dezenas de assaltos e já tinha usado oito identidades falsas diferentes durante toda a sua vida. 

A idosa fazia várias cópias das chaves de apartamentos turísticos e roubava quem os alugava. Como os turistas não passavam muito tempo nos apartamentos, a mulher conseguia assaltar a casa e o facto de fazerem estadias curtas permitia que a 'avó ladra' encontrasse sempre alvos novos, com o mesmo modus operandi.