Internacional

Homem mais velho do mundo morre aos 114 anos

'Não podemos ficar sentados, isso deixa-nos rígidos', disse, em relação ao segredo para a longevidade.

O homem mais velho do mundo morreu durante na noite de segunda-feira, aos 114 anos. Gustav Gerneth foi, durante cerca de 10 meses, o homem mais velho do mundo, depois do japonês Masazo Nonaka, que morreu aos 113 anos.

Gustav Gerneth nasceu na cidade polaca de estetino, que, na altura, pertencia à Alemanha e celebrou o seu último aniversário a semana passada, no dia 15 de outubro. Nas celebrações esteve presente o autarca da cidade de Havelberg, onde Gustav Gerneth morava. Bernd poloski afirmou, após a sua morte, estar contente ‘por ter tido o privilégio de o ter felicitado pessoalmente pelos seus 114 anos de vida’, alegrando-se ainda por ‘o ter visto tão feliz no dia do aniversário’.

Quando questionado sobre o segredo para a longevidade, o alemão falava sempre acerca da importância de se mexer. ‘Não podemos ficar sentados, isso deixa-nos rígidos’, declarou.

Foi maquinista profissional, sobreviveu às duas Grandes Guerras, foi feito prisioneiro na II, e trabalhou, até à sua reforma em 1972, numa central de gás em Havelberg. Segundo a televisão regional MDR, a sua esposa morreu em 1988.