Sociedade

PJ detém no Algarve irlandês suspeito de pornografia de menores e luso-francês condenado por burla

Detidos aguardam extradição em prisão preventiva.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta segunda-feira, na zona do Algarve, dois cidadãos, um irlandês e um luso-francês, com idades compreendidas entre os 46 e os 74 anos, no cumprimento de dois mandados de detenção europeus (MPE) pendentes.

De acordo com um comunicado da autoridade, “o cidadão irlandês foi requerido pelas autoridades irlandesas por ser suspeito da prática de um crime de pornografia de menores”.

“Este indivíduo – que já tinha cumprido pena por crimes semelhantes nos Estados Unidos – regressou à sua terra natal, onde voltou a cometer novo crime. Deslocou-se depois para Portugal, zona do Algarve onde veio a ser agora localizado e detido. Presente ao Tribunal da Relação competente, foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva até ser entregue à autoridade requerente”, explica a nota da PJ.

Já o cidadão luso-francês foi condenado a dezoito meses de prisão pela prática dos crimes de burla, fraude e abuso de confiança, praticados entre maio de 2010 e outubro de 2012. O homem vai regressado recentemente a Portugal com a família.

Presente ao Tribunal da Relação competente, ficou a aguardar pelos ulteriores termos do processo de extradição em prisão preventiva até ser entregue à autoridade requerente.