Internacional

Parlamento Europeu favorável a adiamento do Brexit até 31 de janeiro

Presidente do Parlamento já escreveu a Donald Tusk a dar conta da posição.

O Parlamento Europeu mostrou-se favorável à prorrogação da data do Brexit até 31 de janeiro. O presidente daquele órgão já escreveu ao presidente do Conselho Europeu a recomendar que o adiamento seja aceite.

"A Conferência de Presidentes do Parlamento Europeu analisou esta manhã o ponto de situação da saída do Reino Unido da União Europeia tendo em conta os últimos desenvolvimentos e escreveu ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, para recomendar que aceite o pedido para uma nova extensão até 31 de janeiro de 2020", informou a assembleia europeia, em comunicado divulgado esta quinta-feira.

Na nota, o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, que já ontem tinha apelado aos 27 Estados-membros para aceitarem a extensão, estima que a nova data premie um prazo suficiente para o Reino Unido "clarificar a sua posição" e para a assembleia europeia "exercer adequadamente o seu papel".

A Conferência de Presidentes sublinhou também a necessidade de "um escrutínio exaustivo do texto", o que pressupõe que haja tempo para o fazer.

"Considerando o tempo que um trabalho tão diligente requer, a Conferência de Presidentes considera que o Conselho Europeu deve aceitar o pedido feito pelo primeiro-ministro britânico em 19 de outubro para estender o período do Artigo 50.º do Tratado da UE até 31 de janeiro, com a opção deste período poder terminar mais cedo caso a ratificação e o processo de aprovação [do acordo] sejam entretanto concluídos quer no Reino Unido, quer no PE", lê-se no documento.

Sublinhe-se que os 27 Estados-membros da União Europeia já se mostraram favoráveis a um novo adiamento do Brexit, após solicitação do Governo britânico, no entanto há ainda pormenores para definir, sendo que as conversações prosseguirão no final da semana.