Sociedade

Último exame revela surdez em Rodrigo

Bebé foi submetido a uma ressonância magnética esta quinta-feira.

DR  


Rodrigo, o bebé que nasceu com malformações graves no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, não consegue ouvir, nem respira pelas fossas nasais que tem na zona da testa, avança o Correio da Manhã, na edição desta sexta-feira.

Segundo o mesmo jornal, a surdez do bebé foi detetada após uma ressonância magnética realizada no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, na manhã desta quinta-feira.

Além de detetar a surdez, e o facto de o menino conseguir respirar apenas pela boca, o exame, que foi realizado por clínicos daquele hospital, com a presença de especialistas do Hospital de São Bernardo, detetou ainda uma malformação do céu da boca.

Recorde-se que Rodrigo nasceu a 7 de outubro com malformações graves no rosto e no crânio, que não foram detetadas nas ecografias feitas durante a gravidez. 

Após o caso ter sido tornado público, o Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos determinou a suspensão preventiva do obstetra Artur Carvalho, que não detetou anomalias em Rodrigo e que já era alvo de outros processos na Ordem.