Sociedade

Homem raptou e violou em Sintra massagista que contratou nas redes sociais

Polícia Judiciária tem conhecimento que poderão existir outras mulheres que terão sido vítimas de factos semelhantes praticados pelo mesmo suspeito.

Um homem, de 39 anos, foi localizado e detido pela Polícia Judiciária (PJ), com a colaboração da GNR, por fortes indícios da prática de crimes de violação, rapto e roubo, em Sintra.

De acordo com um comunicado da PJ, emitido esta sexta-feira, os factos ocorreram no passado dia 19 de outubro.

“A vítima é uma mulher, de 25 anos, massagista de profissão, que foi contratada, através das redes sociais, pelo autor dos factos, no sentido de agendar um serviço”, explica a mesma nota.

A mulher deslocou-se ao local que tinha sido acordado com o suspeito e “aí foi manietada pelo autor que a levou, contra a sua vontade e sob ameaças de morte, para uma zona de mato onde consumou a violação e, de seguida, a roubou”.

O homem fugiu depois e deixou a vítima no local. A mulher “conseguiu pedir ajuda num bairro residencial próximo, tendo sido conduzida para uma unidade hospitalar”.

“A Polícia Judiciária tem conhecimento que poderão existir outras mulheres que terão sido vítimas de factos semelhantes, praticados pelo mesmo autor, pelo que está a desenvolver diligências no sentido de identificar essas eventuais situações”, acrescenta ainda a PJ.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.