Internacional

Greta Thunberg inspira nome para nova espécie de besouro

Donald Trump e Greta Thunberg têm esta curiosidade em comum, já que o Presidente dos Estados Unidos inspirou o nome da espécie ‘The Dermophis donaldtrumpi’, um anfíbio que enterra a cabeça na areia.

Depois de se tornar no rosto do combate às alterações climáticas e ter mobilizado milhares de pessoas a juntar-se à causa, Greta Thunberg voltou a inspirar. O cientista Michael Darby disse que escolheu o nome por se sentir ‘completamente impressionado’ pela campanha ambiental da jovem sueca.

“Nelloptides gretae” mede menos de 1mm, pertencendo assim ao grupo dos animais vivos mais pequenos do mundo. O besouro encontrava-se numa das amostras doadas ao Museu de História Natural, em Londres, pelo cientista William Block. O besouro foi encontrado numa coleção dos anos 60, doada pelo cientista William Block ao Museu de História Natural, em Londres, em 1978.

Michale Darby disse querer reconhecer ‘o fantástico trabalho’ que a ativista tem desenvolvido e que ‘é apropriado nomear assim a nova espécie depois de alguém que trabalhou tão arduamente para defender o mundo natural e proteger as espécies vulneráveis’.

O cientista Michael Darby terá validado a ideia de Greta Thunberg de que  "nunca se é demasiado pequeno para fazer a diferença".

Greta Thunberg junta-se então ao ‘clube’ de pessoas famosas que inspiraram nomes de espécies. O ator e também ativista Leonardo DiCaprio inspirou também ao nome da espécie ‘Spintharus leonardodicaprioi’. Também Donald Trump e Greta Thunberg têm esta curiosidade em comum, já que o Presidente dos Estados Unidos inspirou o nome da espécie ‘The Dermophis donaldtrumpi’, um anfíbio que enterra a cabeça na areia.