Desporto

Após derrota frente ao Flamengo, Argel desvaloriza Jorge Jesus: "Ninguém descobriu a pólvora no futebol"

Argel justifica bom desempenho do Flamengo com o orçamento do clube.

Argel, antigo jogador do Benfica e do FC Porto, que atualmente é treinador do CSA, desvalorizou, este domingo, o trabalho de Jorge Jesus à frente do Flamengo, depois de perder por 1-0 frente à equipa do técnico português no Maracanã.

"Ninguém descobriu a pólvora no futebol. Flamengo está a jogar o que a seleção de 70 jogava. Flamengo tem hoje os melhores jogadores, tem estrutura, condições de trabalho e bons profissionais. Trabalhar no Flamengo é muito mais fácil”, começou por dizer.

“Com todo respeito ao Andrade, ele foi campeão brasileiro pelo Flamengo. O Jayme [de Almeida] foi campeão da Taça do Brasil pelo Flamengo, quando o Flamengo era desorganizado, quando não tinha estrutura, quando não pagava, imagina hoje, com toda essa estrutura", acrescentou.

Mas o treinador não ficou por aqui e decidiu comparar os orçamentos do Flamengo e do CSA.

"O Flamengo tem méritos, sim, mas não podemos desvalorizar o trabalho dos outros treinadores que estão aqui no Brasileirão, que é o [campeonato] mais difícil do mundo”, defendeu.

“17 milhões de reais de orçamento, contra 500, e foi 1 a 0. [O Flamengo] acabou o jogo com o coração nas mãos", rematou.

Recorde-se que neste momento Jorge Jesus tem estado no centro das atenções graças ao seu trabalho à frente do Flamengo, clube que lidera o campeonato brasileiro e que chegou, 38 anos depois, à final da Taça dos Libertadores.