Sociedade

Associação Zero não quer voos durante a noite

A Zero exige ainda que as Câmaras Municipais de Lisboa e Loures tornem públicas as suas posições acerca do ruído provocado pelos aviões.

Associação Zero não quer voos durante a noite

DR  


A Associação Zero exige a interdição total de voos no Aeroporto Humberto Delgadoe, em Lisboa, entre a meia-noite e as 6h. A associação ambientalista explica, em comunicado, que tem vindo a conduzir uma campanha denominada “dÉCIbEis A Mais, o Inferno nos Céus”, que pretende alertar para o ruído dos aviões e o ipacto na capital, “numa altura em que o Governo português pretende ampliar de forma muito significativa a capacidade do Aeroporto Humberto Delgado”.

A associação ambientalista afirma que o ruído sonoro provocado pelos aviões é uma “forte fonte de perturbação da qualidade de vida das pessoas”, recordando ainda que este tipo de ruído se encontra ligado a “doenças crónicas incluindo o stress”. Também a aprendizagem das crianças e doenças vasculares são apontadas como consequências para quem vive sujeito ao ruído provocado pelos aviões.

A associação relembra ainda, no comunicado publicado no seu site, que Lisbpa está “26 a 30 decibil acima das recomendações da OMS para zonas afetadas por tráfego aéreo”.

A Zero exige ainda que as Câmaras Municipais de Lisboa e Loures tornem públicas as suas posições acerca do ruído provocado pelos aviões.

Os comentários estão desactivados.