Internacional

Quatro adolescentes condenados por homicídio de português em Londres

O crime aconteceu o ano passado, quando os agressores tinham 15 e 16 anos.

Quatro adolescentes foram, esta terça-feira, condenados por homicídio de um jovem português, em Londres. O caso aconteceu o ano passado, no dia 22 de dezembro, na sequência de um assalto.

Após sair do trabalho, Wilham Mendes, natural da Guiné-Bissau, mas de nacionalidade portuguesa, foi surpreendido pelos adolescentes, na altura com 15 e 16 anos, depois do trabalho. Os cinco envolveram-se numa luta violentam que foi captada pelas câmaras de vigilância. Wilhiam Mendes tentou fugir, mas foi “violentamente esfaqueado e deixado a morrer”, segundo o ministério público britânico, que ficou  cargo da acusação.

Os quatro adolescentes foram julgados nos meses de junho e julho e condenados, esta terça-feira, a penas que, somadas, atingim os 29 anos de prisão. A pena mais pesada é de 16 anos e meio por homicídio e roubo. Um outro rapaz foi condenado por homicídio involuntário e roubo a dez anos de prisão. Os dois agressores mais novos não foram condenados pelo homicídio, tendo um que enfrentar uma pena de dois anos e meio pelo roubo, e outro terá que frequentar um centro de correção

Wilham Mendes foi uma das milhares de vítimas de crimes com armas brancas no Reino Unido. O número de homicídios cometidos com este tipo de armas tem vindo a crescer, tendo sido registados 132 casos o ano passado, em Londres.

.