Internacional

Boeing acusada de pôr o lucro à frente da segurança aérea

A empresa norte-americana acabou por admitir ter tido culpa nos dois desastres aéreos envolvendo o modelo 737 Max 8, que custaram a vida a 346 pessoas. 

Senadores norte-americanos acusaram a companhia aérea Boeing de pôr o lucro à frente da segurança aérea, ao acelerar indevidamente a aprovação de novos modelos de aeronaves.

Perante o Senado, a empresa norte-americana acabou por admitir ter tido culpa nos dois desastres aéreos envolvendo o modelo 737 Max 8, que custaram a vida a 346 pessoas.