Sociedade

Derrocada na Madeira provoca onze feridos

Foram registados dois feridos graves, entre os quais um português.

DR  

O número de vítimas da derrocada na Levada do Caldeirão Verde, na Madeira, provocou onze feridos, segundo a Proteção Civil. O último balanço feito dá ainda conta de que dois destes feridos estão em estado grave, uma com um traumatismo craniano e outra a quem foi amputada uma mão.

Em conferência de imprensa, as autoridades revelaram que entre as vítimas estão seis franceses, dois portugueses, dois alemães e um brasileiro. Em estado grave está um português e um francês.

Do grupo, que se encontrava a descansar, conseguiu escapar ileso um elemento, que deu o alerta aos meios de socorro. A dificuldade de acesso ao local foi a maior dificuldade encontrada e, de momento, já não se encontra nenhuma pessoa soterrada.

A levada do Caldeirão Verde tem um percurso acidentado. O trilho tem uma altura de 990 metros. O alerta foi dado pelas 13h57 e estiveram no local 70 operacionais, um meio aéreo e 19 viaturas.