Desporto

Dérbi histórico em Berlim. Union e Hertha encontra-se pela primeira vez depois da queda do Muro

Os dois clubes defronta-se 30 anos depois da queda do Muro. union e Hertha cruzam caminho pela primeira vez na Bundesliga depois de quatro partidas na segunda divisão.

A liderança não está em causa nem são os lugares que ocupam na tabela que interessam – mas também já lá vamos. Este fim de semana, a Liga alemã vai estar no centro das atenções devido ao dérbi histórico que irá acontecer na capital. Berlim já vibra com o encontro deste sábado entre Union e Hertha, referente à décima jornada do campeonato. As duas equipas estiveram separadas pelo Muro até 1989, com o Union no lado oriental da cidade e o Hertha no ocidental. Será, aliás, a primeira vez que os dois clubes vão cruzar caminho na Bundesliga, uma vez que o Union cumpre a primeira presença na prova desde a reunificação da Alemanha. Até aqui, o histórico de confrontos entre as duas equipas é simples e bastante equilibrado: são quatro confrontos a nível oficial, todos a contar para a segunda divisão alemã, nas temporadas 2010/2011 e 2012/2013, com uma vitória para cada lado e dois empates.

De regresso ao principal escalão do futebol alemão quase duas décadas depois, os the iron ones somam até agora duas vitórias, um empate e seis derrotas. Dos encontros já disputados destaca-se essencialmente o triunfo caseiro (3-1) sobre o Borussia Dortmund, na jornada 3.

Atualmente na 15.a posição, o Union recebe o vizinho Hertha, atualmente 11.o classificado, com mais quatro pontos. No primeiro posto, isolado, segue o Borussia M’gladbach, com 19 pontos, mais um do que o Bayern de Munique, segundo.

 

Nes a subir, Marco silva a descer

Em Inglaterra, destaque para as missões espinhosas que os treinadores portugueses vão ter na 11.a jornada da Premier League. Na tarde deste sábado, o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, visita o reduto do Arsenal, quinto na tabela. Depois de um início dececionante, a equipa mais portuguesa da Liga inglesa reagiu e neste momento não perde há oito jogos em todas as competições – a última derrota foi diante do Sp. Braga, em 19 de setembro, a contar para a fase de grupos da Liga Europa. No campeonato, os wolves estão instalados na 12.a posição, com 12 pontos, mais dois do que o Everton, de Marco Silva, no 16.o lugar. No fundo da tabela, os toffees estão a apenas dois pontos do lugar de descida e precisam urgentemente de começar a contrariar esta espiral negativa. O desafio não será, porém, fácil, com a receção ao Tottenham, no domingo, a ser o próximo teste. Os spurs, diga-se, também atravessam um mau momento e somam precisamente os mesmos 12 pontos que os lobos de Espírito Santo.

Já por França, destaque para o Marselha de André Villas-Boas. Depois de ter vencido apenas um jogo nos últimos cinco encontros, o técnico fez manchete do L’Équipe pelos piores motivos. A obrigação da equipa de regressar às vitórias começou esta quarta-feira diante do Mónaco de Leonardo Jardim, referente à Taça da Liga Francesa, e segue já para o jogo deste sábado, na receção ao Lille da jornada 12 da Liga francesa. O Marselha segue no 7.o lugar, a 11 pontos do líder PSG, enquanto a equipa dos portugueses Renato Sanches, Tiago Djaló, Xeka e Fonte fecha o pódio da Ligue 1.