Economia

Taxa de desemprego caiu para 6,1% no terceiro trimestre

Valor está mais baixo do que a meta fixada pelo Governo para este ano, que foi fixada em 6,3%.

A taxa de desemprego caiu para 6,1% no terceiro trimestre deste ano. Trata-se do valor mais baixo desde a série iniciada em 2011, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) e representa uma descida de 0,2 pontos percentuais face ao trimestre anterior e de 0,6 pontos percentuais em relação a igual período do ano passado.

Feitas as contas, a taxa de desemprego está mais baixa do que a meta fixada pelo Governo para este ano, que foi fixada em 6,3%.

De acordo com os mesmos dados, a população desempregada foi estimada em 323,4 mil pessoas, uma diminuição de 1,5% (5,1 mil pessoas) em comparação com o trimestre anterior e de 8,3% (29,3 mil pessoas) em relação ao 3.º trimestre de 2018.

Também a taxa de desemprego entre os jovens – com idades entre os 15 e os 24 anos – registou uma ligeira diminuição para 17,9%, valor que significa uma redução de 0,2  pontos percentuais em relação ao trimestre anterior e 2,1 pontos percentuais relativamente ao homólogo.

A proporção de desempregados à procura de emprego há 12 e mais meses (longa duração) foi estimada em 52,4%, menos 0,7 p.p. que no trimestre anterior e mais 2,4 p.p. que no homólogo.

No terceiro trimestre de 2019, a taxa de desemprego foi superior à média nacional em cinco regiões do país: Região Autónoma dos Açores (7,3%), Alentejo (7,0%), Região Autónoma da Madeira (6,9%), Norte (6,6%) e Área Metropolitana de Lisboa (6,4%). Já a taxa de desemprego no Algarve (5,3%) e na região Centro (4,8%) ficaram abaixo daquele valor (6,1%).