Vida

Ex-concorrente da Casa dos Segredos acusado de agredir GNR diz que autoridades lhe roubaram 4 mil euros | VÍDEO

O caso ocorreu na noite de quarta-feira, em Santa Cruz.

Um agente da GNR do posto de Santa Cruz, em Torres Vedras, foi esfaqueado na noite de quarta-feira, por um ex-concorrente da Casa dos Segredos.

As autoridades foram chamadas ao local devido ao homem estar a causar distúrbios no bar Dali, no Passeio Marítimo. Mal o carro-patrulha chegou ao local, Bruno Nunes correu em direção à viatura e furou um dos pneus, utilizando um canivete.

Quando os agentes tentaram deter o homem, este esfaqueou um deles, utilizando a mesma arma, de acordo com as autoridades. Bruno Nunes acabou por ser detido por um dos outros agentes e levado para a esquadra.

O ex-concorrente do reality show explicou, em entrevista à TVI, que conhecia o agente que ficou ferido e que ao tentar abordá-lo, este respondeu-lhe com “um insulto”.

Apesar de admitir que furar um dos pneus do carro “não foi a atitude mais correta”, Bruno Nunes nega ter atacado o GNR e diz que este se magoou ao tentar retirar-lhe a navalha da mão. Além disso, o homem alega que o agente depois de se ter magooado “desapareceu durante um tempo e quando voltou” estava cheio de sangue.

Bruno Nunes acusa ainda um militar de o ter agredido a caminho do posto da GNR, afirmando que tem "costelas partidas" e diz que os agentes lhe roubaram quatro mil euros que tinha dentro do seu automóvel, depois de lhe terem confiscado a chave do carro, através de um vídeo do Facebook.