Internacional

Bolsonaro diz a povo brasileiro: "Não dê munição ao canalha"

O Presidente do Brasil referia-se a Lula da Silva, que foi libertado esta sexta-feira depois de estar numa prisão em Curitibia há 580 dias.

Jair Bolsonaro reagiu, este sábado, à libertação do ex-presidente Lula da Silva. Numa publicação feita no Twitter, o atual Presidente do Brasil aconselhou aos seus seguidores. "Não dê municação ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa", escreveu.

Bolsonaro afirmou ser, "talvez", o único político que, depois de eleito, "está a cumprir tudo o que cumpriu durante a campanha". Destacando o miniistro da Justiça, Sérgio Moro, acrescentou ainda que 22 ministros que escolheu para o seu mandato foram cruciais.

"Em parte do que acontece na política do Brasil, devemos a Sérgio Moro", acrescenta.