Internacional

Conhecido historiador russo assassinou e desmembrou ex-aluna com quem mantinha relação amorosa

Professor foi apanhado com mochila onde transportava os braços da vítima.

DR  

Oleg Sokolov, um conhecido historiador russo, confessou, este sábado, ter matado e desmembrado uma ex-aluna, de 24 anos, com quem mantinha um relacionamento, depois de ser apanhado com uma mochila onde se encontravam dois braços.

O professor na universidade São Petersburgo e na universidade francesa Sorbonne foi detido no dia do crime, depois de uma testemunha alertar para a queda de um homem ao rio Moika. Oleg Sokolov estaria embriagado quando caiu e preparava-se para se desfazer dos restos mortais da vítima, Anastasia Yeshchenko.

As autoridades acabaram por encontrar o resto do corpo da jovem, que foi decapitada, na casa do suspeito, que acabou por confessar o crime.

O historiador, que publicou vários livros sobre Napoleão Bonaparte, alegou que assassinou a amante depois de uma discussão. Oleg Sokolov planeava depois suicidar-se vestido do imperador francês na Fortaleza de São Pedro e São Paulo.

O crime está a chocar a Rússia.