Economia

Receitas da Vodafone Portugal aumentam 5,4% para os 280 milhões

Serviços fixos catapultam números da companhia no segundo trimestre

A Vodafone Portugal alcançou 280 milhões de receitas globais, entre julho e setembro deste ano (o seu segundo trimestre fiscal), o que representa um crescimento de 5,4% face ao mesmo período de 2018. No semestre, entre abril e setembro, as receitas atingem os 541 milhões de euros, o que representa um aumento de 4,4% em relação a igual período do ano passado.

As receitas de serviços da companhia atingiram os 254 milhões, uma subida de 5,3% face ao trimestre homólogo. Para este aumento, foi sobretudo decisivo o aumento dos clientes do serviço fixo em 10,4%, atingindo 756 mil, dos quais 646 mil são clientes de TV (+11,7%). Neste período, o número total de clientes do serviço móvel aumentou 2,6%, atingindo os 4,9 milhões.

A Vodafone Portugal tinha até final de setembro um total de 3,3 milhões de ligações com fibra de última geração. O acordo com a Dstelecom, anunciado no passado mês julho, prevê aumentar a cobertura para mais 1,2 milhões de ligações, fazendo com que a companhia passe a servir mais de 5,3 milhões de casas e empresas com rede de última geração.

Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal, reagiu em comunicado a este resultados, considerando que “são a materialização de uma estratégia de crescimento orgânico, de aposta no investimento e na superior orientação para o cliente”. “Comprometidos com os desafios de digitalização do país, continuamos a aumentar a cobertura de fibra, fruto das importantes parcerias que fomos celebrando, a última das quais com a dstelecom, e mantemos o foco na disponibilização de um serviço de qualidade na rede móvel, disponibilizando velocidades de acesso compatíveis com o crescente volume de dados que os clientes exigem. O nosso esforço em adaptar, de forma contínua, as ofertas às necessidades dos Clientes, traduziu-se, no trimestre em causa, no lançamento de ofertas inovadoras nas áreas de TV e móvel”, referiu.