Sociedade

Mulher que matou companheiro à facada na Moita fica em prisão preventiva

Ana Manuela Gomes diz que era vítima de violência doméstica.

A mulher de 54 anos, que esfaqueou o companheiro de 27 anos, na Moita, até à morte ficou em prisão preventiva após ter sido presente ao Tribunal do Barreiro. 

Antes do crime, Ana Manuela Gomes terá atirado óleo a ferver à vítima. A suspeita entregou-se às autoridades, no posto da GNR da Moita, onde confessou o crime e justificou-se, explicando que era vítima de violência doméstica, apesar de nunca ter apresentado qualquer queixa.