Desporto

Mourinho confirma que recebeu proposta com “números históricos para um treinador de futebol”

Técnico diz que "histórias são verídicas".

José Mourinho confirmou, numa entrevista publicada esta quarta-feira pelo The Telegraph, que recebeu uma proposta multimilionária para trabalhar na China, ao comando do Guangzhou Evergrande.

“Não era para mim", foi assim que o treinador português justificou o facto de ter recusado a proposta que além de “verídica”, “tinha “números históricos para um treinador de futebol”.

Sobre o futuro, Mourinho refere que pretende orientar uma equipa que precise do seu "input, experiência e conhecimento".

"Tenho a certeza que o meu próximo emprego será difícil, porque sou péssimo a escolher projetos. Ou sou mau a escolher projetos, ou são os maus projetos que me escolhem. Mas é sempre assim", começou por dizer.

"Quando fui para o Real Madrid, era porque o Real Madrid estava em apuros. Quando fui para o Manchester United, era porque o Manchester United estava em apuros. Quando fui para o Chelsea da primeira vez, era porque não venciam a Liga há 50 anos. Quando fui pela segunda vez, foi porque a equipa de topo deles tinha desaparecido e queriam ser campeões com uma nova equipa. Quando fui para o Inter, era porque não venciam a Liga dos Campeões há 50 anos", acrescentou, referindo que quando um treinador chega a uma equipa, esta nunca está preparada para vencer.