Politica

Rui Rio. “Um aluno não sabe, passa ou não passa?"

Presidente do PSD estreou-se como líder da bancada do partido e levou salário mínimo nacional e debate sobre fim das retenções até ao 9º ano a discussão. António Costa recusou que esteja em cima da mesa passagens administrativas.

O presidente do PSD, Rui Rio, criticou o Governo por criar desigualdades entre o salário mínimo para o setor privado e o salário-base na Função Pública, mas o tema “rendimentos” não foi o único que quis levar a discussão.

A questão do alívio de chumbos até ao 9º ano de escolaridade aqueceu os ânimos.

“No fim do ano, um aluno não sabe. Passa ou não passa?” ou até aos 14 anos ninguém vai reprovar?, foram algumas das perguntas lançadas por Rui Rio, presidente do PSD, em jeito de desafio ao primeiro-ministro.

António Costa recusou que o Governo proponha passagens administrativas, mas recordou as recomendações a sublinharem que  a retenção “não favorece a aprendizagem”. Para o efeito, até se referiu a recomendações do Conselho Nacional de Educação, em que o presidente era David Justino, atual vice-presidente do PSD. E rematou que o mais “perigoso” é quando “pensamos com base no senso comum e não com base em informação”.